Agentes Bem Querer Mulher

Com o dinheiro arrecadado, por meio de empresas, convênios públicos e pessoas físicas, o Bem Querer Mulher realiza uma série de atividades para ampliar o atendimento humanizado e adequado das mulheres vítimas de violência em regiões de baixa renda com alto índice de ocorrência. As agentes Bem Querer Mulher acolhem, apoiam e orientam as mulheres vítimas de violência em seus bairros de forma humanizada e adequada. Elas acompanham e solucionam os casos, ajudando a criar espaços de convivência e troca de experiências entre as mulheres, e garantindo o seu encaminhamento à rede de apoio local: delegacia, defensoria pública, Centro de Referência da Mulher, Casa de Apoio, Juizado Especial da Mulher, etc. As mulheres que chegam desorientadas, com medo, muitas vezes vergonha, adquirem confiança nas agentes Bem Querer Mulher, e conseguem se empoderar, tendo suas vidas totalmente transformadas. Dentre as atividades, destacam-se:

1. Realização de cursos de capacitação Agente Bem Querer Mulher: todo ano, cerca de 100 a 200 novas lideranças são certificadas, dentre servidores públicos municipais e estaduais, policiais, guardas municipais, profissionais liberais - advogados, assistentes sociais, psicólogos, e lideranças comunitárias.

2. Manutenção de centros permanentes de atendimento - fortalecimento e parceria com associações locais: atualmente, o Bem Querer Mulher mantém o MulheReviva, no Itaim Paulista (Zona Leste de São Paulo), no qual 4 agentes capacitadas e lideradas pela Agente Joseane Bernardes realizam mais de 2.000 atendimentos / ano. Em 2018 está sendo ativado o Centro Bem Querer Mulher - Zona Sul (Jabaquara), em parceria com o CIC Jabaquara e Associação Comunidade Ativa Vida Clara, liderado pela Agente BQM Maria Lucia.

3. Aperfeiçoamento e manutenção do Aplicativo para celular Bem Querer Mulher, no qual as mulheres vítimas podem localizar uma Agente Bem Querer Mulher e/ou um local de atendimento mais próximo, além de se informar sobre seus direitos - Lei Maria da Penha. (obs.: em fase de beta teste. Está sendo desenvolvida a segunda geração do aplicativo).

4. Projeto Tempo de Despertar: em parceria com a Promotora de Justiça Maria Gabriela Mansur e a organização Justiça de Saia, o Bem Querer Mulher apoia a gestão do programa, cujo objetivo é a recuperação e ressocialização de homens autores de violência.

5. Advocacy: criação de mecanismos de influência em políticas públicas e articulação junto a lideranças políticas engajadas no tema, bem como junto aos órgãos públicos, objetivando a mobilização de recursos e multiplicação do projeto em outras Regiões (em andamento).

Resultados sociais alcançados (2008 a 2016):

-Mais 160 Agentes Bem Querer Mulher formadas;

- Mais de 65 mil atendimentos realizados pelas agentes BQM;

- Média de 200 mulheres vítimas atendidas por mês: orientação, condução e acompanhamento dos casos.

Veja o Folder com Depoimentos Veja Vídeos com Depoimentos Relatório 2016