Como drones estão ajudando mulheres a terem partos mais seguros

Profissionais de saúde esperam enviar e receber medicamentos em áreas remotas com primeiro corredor aéreo de drones no Oeste da África

 

Serra Leoa, na África, tem uma das taxas de mortalidade materna mais altas do mundo — em 2017, foram cerca de 1.200 mortes a cada 100 mil partos no país.

Muitas dessas mortes acontecem por causas preveníveis, como sangramentos.

Uma nova iniciativa busca mudar esse cenário. Com o primeiro corredor aéreo de drones no Oeste da África, profissionais de saúde esperam poder enviar e receber medicamentos em áreas remotas, ajudando a prevenir mortes e incentivando que a população vá aos hospitais.

Profissionais de saúde esperam enviar e receber medicamentos em áreas remotas por drones

Reprodução/BBC

Profissionais de saúde esperam enviar e receber medicamentos em áreas remotas por drones

Atualmente, muitos não fazem o deslocamento por saberem que há falta de medicamentos e equipamentos nas unidades médicas.

Além do transporte de medicamentos, profissionais da Unicef esperam que a tecnologia dos drones possa ajudar em outras iniciativas no futuro, como no atendimento a desastres e fornecimento de internet.

Fonte: R7 Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *