“Durmo uma hora por noite”, diz atriz que acusou marido de agressão

Cristiane Machado, a atriz que acusou o marido de agressão e feminicídio, afirmou que, mesmo com Sergio Schiller Thompson-Flores preso, teme o que pode vir a acontecer. Estrela de um filme que será lançado na próxima quinta-feira (6), a famosa afirmou que, devido ao medo, não tem conseguido dormir direito.

 

“Tenho muita angústia, muita tristeza. Temo pela minha vida e preciso ter coragem para lutar. Hoje vivo reclusa, coagida. Mesmo com ele preso, fico com medo do que vai acontecer se ele sair. Tenho procurado ajuda religiosa, da família, do público. Durmo uma, duas horas por noite”, afirmou ao “Notícias da TV”.

Contudo, a morena acredita que as coisas melhorem com o tempo: “Mas sei que vou dando um passinho de cada vez. Espero que um dia isso seja uma página virada na minha vida”.

A artista aproveitou para contar o que a levou a fazer a primeira denúncia. “Chegou um momento em que era: ou eu morria, ou eu morria. Preferi dividir a minha história com outras mulheres para que elas se inspirem e busquem uma vida melhor”, disse.

“Foi Deus que me salvou daquela primeira tentativa de feminicido, não tenho dúvida. Ele falou: ‘Aquela menina tem que viver e contar sua história para conseguir transformar um pouquinho aquele mundo’.”

 

Vale lembrar que Cristiane revelou seu drama ao Brasil em entrevista ao “Fantástico”, da TV Globo, há duas semanas. A atriz chegou a mostrar um vídeo do momento que Sergio tenta enforca-la com um fio de telefone.

 

  • Com diversos trabalhos nos cinemas e uma recente passagem pela Record, na novela “A Terra Prometida” (2016-2017), Cristiane Machado ficou nacionalmente conhecida após ceder uma entrevista ao “Fantástico”, da TV Globo, na qual acusou o ex-marido, Sergio Schiller Thompso-flores, por agressão.

    Saiu no site famosidades.com.br

    Veja a notícia aqui: “Durmo uma hora por noite”, diz atriz que acusou marido de agressão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *