Estupro virtual, em que vítimas são ameaçadas com divulgação de imagens íntimas, cresce

Começa com uma solicitaçåo de amizade, que logo vira paquera. A vítima envia a primeira foto íntima, o primeiro nude, morde a isca. O suposto namorado passa a chantageá-la, ameaçando compartilhar a foto.

Este caso aconteceu com uma adolescente em Brasília, que ficou refém de um homem que usava perfil falso no Facebook. Ele passou a pedir diariamente fotos e vídeos dela em situações humilhantes.

Segundo site de ajuda a vítimas de crimes de internet, 332 pessoas procuraram ajuda este ano por causa de compartilhamento não-consensual de imagens íntimas: 252 mulheres e 80 homens. Esta semana, no rio, foram presos três suspeitos de estupro virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *