Polícia realiza operação contra suspeitos de ameaçar e agredir mulheres, em Londrina

Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Civil em uma operação contra suspeitos de ameaçar e agredir mulheres em Londrina, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (17).

Batizada de “Quarentena”, a ação teve a intenção de apreender armas, munição e outros objetos usados em situações de violência doméstica familiar e contra a mulher.

De acordo com a Polícia Civil, o objetivo da operação é minimizar a violência e garantir a segurança de todas as mulheres nesse período de pandemia e distanciamento social.

“Nas duas últimas semanas aumentou o número de registros de ameaça com uso de arma de fogo contra mulheres. Algumas das vítimas tinham medidas protetivas e relataram que foram ameaçadas. A ação teve o objetivo de impedir que crimes mais graves possam ocorrer contra essas mulheres”, explicou a delegada Magda Hofstatter.

Durante o cumprimento dos mandados, cinco homens foram levados à Delegacia da Mulher para prestar depoimento. Com um deles foi encontrada uma porção de droga e, por isso, assinou um Termo Circunstanciado por porte de droga. Ninguém foi preso.

“Alguns não ficam com essa arma em casa. As investigações seguem em andamento para apurar os crimes de violência”, pontuou a delegada.

A operação contou com a participação de 40 policiais civis. Nenhuma arma foi encontrada.

Operação da Delegacia da Mulher é realizada, em Londrina, nesta sexta-feira (17) — Foto: Alberto D'angele/RPC

Operação da Delegacia da Mulher é realizada, em Londrina, nesta sexta-feira (17) — Foto: Alberto D’angele/RPC

Por volta das 6h30, uma busca era cumprida em um edifício residencial de alto padrão no Centro da cidade.

“A violência doméstica não tem classe, atinge todas de forma indistinta. Pouco importa se é de uma família de alto padrão ou não”, esclareceu a delegada.

FONTE:  G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *