Projeto devolve sorriso a mulheres agredidas que perderam os dentes

Projeto devolve sorriso a mulheres agredidas que perderam os dentes

O ‘Apolônias do Bem” é uma iniciativa do dentista Fábio Bibancos que resgata a saúde bucal e a autoestima de vítimas de violência doméstica

  • Deborah Bresser, do R7

As mulheres atendidas voltam a sorrir e resgatam a autoestima

As mulheres atendidas voltam a sorrir e resgatam a autoestima

Montagem/R7

Personagem histórica, Apolônia viveu em Alexandria e morreu em 249, após ser presa, espancada e ter seus dentes quebrados e arrancados.

E vem da história dela o nome de um dos projetos idealizados pelo dentista Fábio Bibancos, que tem como objetivo oferecer tratamento odontológico integral e gratuito à mulheres que vivenciaram situações de violência e tiveram a dentição afetada durante as agressões: o Apolônias do Bem.

 

Desde 2012, quando começou a ser desenvolvido, o projeto já garantiu atendimento a 1000 mulheres de todo o Brasil. As beneficiárias são selecionadas por meio de triagens, quando passam por um rápido exame oral, não invasivo, e respondem ao OHIP (sigla em inglês, que significa Perfil de Impacto de Saúde Oral), uma ferramenta científica que mede o impacto da saúde bucal na qualidade de vida de uma pessoa). 

Bibancos foi responsável pela criação do programa Turma do Bem, no qual 17 mil dentistas voluntários atendem crianças de 11 a 17 anos, no Brasil, América Latina e Portugal.

— Cerca de 14.500 atuam no Brasil e, destes, quase 100 participam do atendimento às mulheres.

A triagem é feita em abrigos e são selecionados os piores casos, nos quais as mulheres estão altamente abaladas. É necessário que a vítima tenha um Boletim de Ocorrência no qual a agressão bucal esteja registrada.

As vítimas passam por uma triagem para fazer o tratamento

As vítimas passam por uma triagem para fazer o tratamento

Divulgação

O Apolônias tem uma parceria também com Projeto Fenix, no qual juízas e promotoras do Estado de São Paulo, quando identificam mulheres nessa situação, já encaminham direto pra o tratamento gratuito. Bibancos ressalta que o cuidado com essas mulheres é muito delicado.

— As demandas costumam ser muito difíceis, várias apresentam afundamentos ósseos,  foram vítimas e chutes, marteladas, socos, paneladas…  Temos uma empresa de implantes (Implacil) que é parceria e colocabora para viabilizar os atendimentos.

 

O mais recente apoio conseguido para o projeto veio da moda. A Animale lançou a campanha “Mais um Sorriso”, para a qual foi criada uma camiseta cuja renda da venda será 100% revertida para a causa. São 5.000 camisetas que podem ser encontradas em todas as lojas da marca, vendidas a R$ 298.

 

Para Bibancos, a iniciativa ultrapassa o apoio financeiro. Como a campanha conta com o engajamento de famosas como Mônica Martelli, Zezé Motta, Agatha Moreira, Rafa Brites, Julia Anquier, Lu Grimaldi, Monalysa Alcântara, Lan Lan, Luciana Braga e Lívia de Bueno, ele acredita que é uma forma de fazer as pessoas prestarem atenção no problema.

— São mulheres protegendo mulheres, elas se tornam embaixadoras da causa, e isso incentiva outras pessoas a se posicionarem em prol do projeto.

 

Claudia Jatahy, VP de estilo da Animale, explica que ficou extremamente comovida com o projeto.

— São mulheres vítimas de violência doméstica que tiveram sua dentição afetada e perderam assim o direito de sorrir. Perderam também  sua autoestima nesse processo. Precisamos e podemos fazer a diferença. Meu desejo é de me comunicar com a mulher, ajudar no processo de que ela se encontre e  se conecte.

 

 

 

 

 

***

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *