Rede de proteção às mulheres vítimas de violência é fortalecida

Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher

 

Um café da manhã, em Ipojuca, promovido pela Secretaria Especial da Mulher, em parceria com a Secretaria de Defesa Social, tratou das políticas públicas para as mulheres e conseguiu estabelecer diretrizes importantes para fortalecer a rede de proteção para as ipojucanas. Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher para que recebam apoio psicológico, jurídico e social.

Após a apresentação do trabalho da Secretaria da Mulher, por Bianca Lacerda, responsável pela pasta, as técnicas que compõem o Centro de Referência explicaram como o cuidado, no momento de maior fragilidade da mulher, pode devolver a segurança e a coragem que ela precisa. A comandante da Patrulha Maria da Penha no município, Marina Quércia, ainda ressaltou, que caso a mulher deseje, está à disposição dela o acompanhamento da patrulha.

A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, parabenizou a todos pelo trabalho desenvolvido e disse que conta com a sensibilidade dos delegados, dos guardas municipais que compõem a Patrulha Maria da Penha, e das técnicas da Secretaria da Mulher para proteger as mulheres e livrá-las dos riscos de sofrer feminicídio. “Como mulher e prefeita, quero que saibam que podem contar comigo para o que precisarem para continuar fazendo este trabalho com excelência. Nós temos nos destacando no estado com as ações de prevenção, levando informação, e promovendo o debate nas escolas através do Programa Maria da Penha vai às escolas; ofertando cursos às ipojucanas com o Mulheres empreendedoras, gerando não só renda, mas autoestima. Só peço que continuem”, disse.

Participaram do café da manhã, além da prefeita e da secretária da Mulher, Bianca Lacerda, o secretário da Defesa Social, Osvaldo Morais, o delegado de Porto de Galinhas, Mamedes Oliveira, representantes da delegacia de Ipojuca e da Secretaria Especial da Política sobre Drogas; e o secretário de Comunicação, Puran Medeiros. No próximo dia 10, às 8h, acontecerá a II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres do Ipojuca, na Faculdade José Lacerda Filho (Fajolca), no Centro de Ipojuca. Lá serão discutidas e elaboradas propostas para fortalecer as políticas públicas para mulheres e que garantam autonomia econômica, social e cultural para elas.
Rede de proteção às mulheres vítimas de violência é fortalecida em Ipojuca

Um café da manhã, em Ipojuca, promovido pela Secretaria Especial da Mulher, em parceria com a Secretaria de Defesa Social, tratou das políticas públicas para as mulheres e conseguiu estabelecer diretrizes importantes para fortalecer a rede de proteção para as ipojucanas. Com a integração e apoio das delegacias de Ipojuca e de Porto de Galinhas, as mulheres vítimas de violência que fizerem o boletim de ocorrência diretamente nas delegacias serão encaminhadas para o Centro de Referência da Mulher para que recebam apoio psicológico, jurídico e social.

Após a apresentação do trabalho da Secretaria da Mulher, por Bianca Lacerda, responsável pela pasta, as técnicas que compõem o Centro de Referência explicaram como o cuidado, no momento de maior fragilidade da mulher, pode devolver a segurança e a coragem que ela precisa. A comandante da Patrulha Maria da Penha no município, Marina Quércia, ainda ressaltou, que caso a mulher deseje, está à disposição dela o acompanhamento da patrulha.

A prefeita de Ipojuca, Célia Sales, parabenizou a todos pelo trabalho desenvolvido e disse que conta com a sensibilidade dos delegados, dos guardas municipais que compõem a Patrulha Maria da Penha, e das técnicas da Secretaria da Mulher para proteger as mulheres e livrá-las dos riscos de sofrer feminicídio. “Como mulher e prefeita, quero que saibam que podem contar comigo para o que precisarem para continuar fazendo este trabalho com excelência. Nós temos nos destacando no estado com as ações de prevenção, levando informação, e promovendo o debate nas escolas através do Programa Maria da Penha vai às escolas; ofertando cursos às ipojucanas com o Mulheres empreendedoras, gerando não só renda, mas autoestima. Só peço que continuem”, disse.

Participaram do café da manhã, além da prefeita e da secretária da Mulher, Bianca Lacerda, o secretário da Defesa Social, Osvaldo Morais, o delegado de Porto de Galinhas, Mamedes Oliveira, representantes da delegacia de Ipojuca e da Secretaria Especial da Política sobre Drogas; e o secretário de Comunicação, Puran Medeiros. No próximo dia 10, às 8h, acontecerá a II Conferência Municipal de Políticas para Mulheres do Ipojuca, na Faculdade José Lacerda Filho (Fajolca), no Centro de Ipojuca. Lá serão discutidas e elaboradas propostas para fortalecer as políticas públicas para mulheres e que garantam autonomia econômica, social e cultural para elas.

 

Fonte: Folhape

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *