Unicamp cria canal para receber denúncia de violência sexual

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) criou o SAVS (Serviço de Atenção à Violência Sexual), que irá receber e tomar as providências necessárias quanto às queixas de episódios de violência sexual, no âmbito da universidade.

O objetivo, segundo a instituição, é desenvolver e aprimorar iniciativas que contribuam para garantir que a comunidade universitária tenha condições de trabalhar e estudar com segurança, em um ambiente propício para o desenvolvimento profissional.

No ano passado, um estudante de matemática da Unicamp foi levado para delegacia acusado de cometer atos obscenos no estacionamento da universidade. Segundo as vítimas, ele circulava com um Fiesta preto pelas ruas da Unicamp e pedia informações as estudantes. Quando elas se aproximavam percebiam que ele estava se masturbando. LEIA MAIS AQUI.

A criação foi feita pela Comissão Assessora da Política de Combate à Discriminação baseada em Gênero e/ou Sexualidade, vinculada à Diretoria Executiva de Direitos Humanos da Unicamp.

“Esclarecemos que violência sexual será entendida em seu sentido amplo, ou seja, desde casos que envolvam agressão física até casos de assédio sexual, incluindo também o assédio cibernético”, explicou a diretora da DEDH Néri de Barros Almeida.

A diretora de Direitos Humanos da Unicamp explicou que, no momento, a Unicamp tem trabalhado no aprimoramento de normas e protocolos, e iniciativas de educação e conscientização voltadas a estudantes, docentes e funcionários da universidade. Com a criação do SAVS, todos os casos que envolvam violência sexual receberão um encaminhamento único, centralizado.

“O SAVS está em processo de implantação. Nessa fase, solicitamos aos membros de nossa comunidade que encaminhem todas as queixas referentes à violência sexual à Ouvidoria da Unicamp. Esse encaminhamento pode ser feito pela própria pessoa envolvida em algum episódio de violência sexual ou por quem tenha recebido alguma queixa”, explicou Néri.

O contato com a Ouvidoria pode ser feito pelo número (19) 35214063, ou pelo sistema de recepção de queixas.

Com informações da Assessoria de Imprensa

 

 

Fonte: Cidade On

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *